terça-feira, 12 de março de 2013

RUMO A USHUAIA 2013 - 31º DIA - CHOS MALAL

RUMO A USHUAIA 2013 – 31º DIA – CHOS MALAL

Pela manhã, após o café, já preparados e com bagagem nos trinques, nos despedimos, eu, Luca e Elisabeth, conforme previsto no relato anterior.  Certamente, estávamos viajando em dupla desde Três Lagos, por 6 dias e 1.942km.  Nestes poucos dias agitados, emocionantes pelo ripio e pelas paisagens e arriscados, posso afirmar que a companhia destes 2 personagens da minha história foi um dos melhores acontecimentos da viagem. A afinidade nos papos e nas decisões, bem como fidelidade fundamental com a parceria e a concordância natural em tudo que fazíamos me comprovou que poderia viajar com eles por muitos e muitos dias, quiçá, anos!

Não foi à toa que a emoção aflorou durante os abraços e palavras de despedida. Era um sentimento de quase perda, embora saibamos que há tempo para nos rever futuramente, em BsAs ou Sampa, talvez para mais uma viagem em ala.

Eram cerca de 10h30 quando eles saíram da hosteria e eu logo após.

Coloquei no meu GPS a cidade de Chos Malal e me fui, abastecendo antes na cidade. Todo o pequeno trajeto foi feito normalmente, com exceção da cidade de Zapala, onde dos 3 postos, somente um tinha nafta. Cheguei lá e tive que esperar mais de hora, devido abastecimento por caminhão tanque. Tão logo abasteci, incluindo o pequeno galão de 4,5l, me mandei.






 

Comecei a perceber um cambio de temperatura, mais amena e com vento mais brando. Em alguns trechos da Ruta 40, nas curvas, os pesados caminhões passam pelo acostamento e jogam ripio e areia na pista tornando-a muito perigosa  para derrapagem.  Fui com muita cautela nesses lugares.

 

O trecho que percorri não chegou a 500 km e logo na entrada da cidade de Chos Malal há um centro de informações a turista.  Muito gentil, a garota me orientou quanto às hosterias e logo encontrei este Hotel El Torreão, com diária a P$ 190,00 com café da manhã e estacionamento para a moto.

 



Depois do banho, saí para conhecer um pouco a cidade, logo percebendo que ela não tem as belezas naturais que me acostumei a ver nesta viagem. O povo muito sossegado, a cidade calma, uma área histórica, com museu, pequeno forte e uma praça cheia de rapazes e garotas que ali se encontram para papear em grupo.






 

Visitei o museu, fiz algumas fotos da cidade e retornei ao hotel.  Gostaria de descansar mais do que tenho feito nestes últimos dias.

Coloquei meu blog em dia, encomendei o jantar aqui mesmo no hotel e agora estou concluindo este dia, mais um desta longa viagem que se aproxima do final.

Amanhã seguirei para San Raphael, passando por Malargue, possivelmente Las Leñas e Potrenillo.  Depois de San Raphael virá Mendoza, onde trocarei meus pneus, muito desgastados.

Por hoje é só.

2 comentários:

Sidao Rezende disse...

estou ansioso para sua proxima postagem e um bom retorno para vc !!!

R. Mecca disse...

Sidão, boa noite! Concluí a redação do blog todo, porém logo mais (alguns dias) postarei fotos e vídeos que elucidarão melhor minha redação, ok? Boa leitura e muito grato por seus comentários. A idéia é contribuir com os novos amigos que se dediquem a conhecer a Patagônia Argentina e Chilena sobre o que poderão encontrar por lá.